TECNOLOGIA PARA SURDOS

O uso de computadores por surdos é muito fácil comparado aqueles com outras dificuldades especiais como cegueira, a maioria das tarefas como enviar e-mails, editar documentos, etc, podem ser concluídas sem a necessidade da audição. Mas também existem certos inconvenientes à essa situação, alertas sonoros por exemplo, como quando acontece um erro no windows, ou um aviso quando se recebe e-mails. A solução para isso são equipamentos que repassam esses alertas na forma de vibração e luz.

70102

Atualmente o foco está no grande avanço tecnológico dos sensores de movimento, estes podendo captar o movimento dos Sinais. Estes tablets com sensores são capazes de traduzir os Sinais em tempo real tanto para texto e para voz.

uni-deaf-communication

Trazendo uma nova gama de possibilidades para a comunicação entre surdos e não surdos, permitindo que os dois se comuniquem em tempo real, cada um em seu próprio idioma.

uni-communication-700x369

Anúncios

LEGENDAS VS CLOSED CAPTION

cc

A Legenda é um texto que aparece na tela de programas de TV, filmes, etc, transcrevendo diretamente o dialogo dos personagens. Seu objetivo principal é a tradução de programas que estão em outro idioma daquele que o telespectador compreende.

Já o sistema de Closed Caption é fundamentalmente diferente, seu publico alvo são pessoas com dificuldade auditiva e surdez, por isso não apenas o dialogo é transcrito na tela, mas também os efeitos sonoros, estes estando dentro de colchetes.

RLRRoarsWhimpers

O Closed caption normalmente pode ser diferenciado das legendas comuns por possuir letras brancas em um fundo preto, em contraste às letras brancas ou amarelas sem  fundo da legenda convencional. Já existem diversos programas que fazem o Closed Caption automaticamente, utilizado em programas ao vivo, no youtube, etc. Mas esta tecnologia ainda está em evolução.

06-19-2015-YouTube-autocaption-fail

A LINGUA DE SINAIS NO PLANETA DOS MACACOS

Por Jonas Tozato

É muito fácil encontrar filmes que utilizam como foco o deficiente auditivo, ou até mesmo como aquele personagem secundário, aquele aluno do colégio que acaba sendo incluído na trama só pelo fato de causar comoção no espectador. Mas não iremos falar disso aqui. E sim vamos falar sobre um filme em que possui diálogos em sinais, aquele que a língua é uma das característica da trama.

dawn-of-the-planet-of-the-apes-caesar-hold

Este filme me inspirou a escrever este texto, Planeta dos Macacos: O Confronto. Uma breve sinopse antes: dez anos após a conquista da liberdade, César lidera uma nação de macacos geneticamente evoluídos, que está sendo ameaçada por um grupo de humanos sobrevivente de um vírus mortal. Mas o que isso tem a ver? Os macacos ainda não tem uma fala bem desenvolvida, então para comunicarem entre si eles utilizam a língua de sinais, e não é só uma ceninha rápida, e sim diálogos bem construídos e longos.

Como podem ver, a mistura entre sinais e os barulhos emitidos é muito interessante, pois além de mostrar que os macacos terem uma inteligência bem avançada, utiliza a língua de sinais de uma maneira inteligente e que não vemos em nenhum blockbuster frequentemente.

AS VARIAÇÕES LINGUÍSTICAS EM LIBRAS

Por Jonas Tozato

Quem não conhece a língua de sinais, acha que ela é única e universal, porém ela tem muitas variações, claro, de acordo com a região em que ela é falada.  Aliás, Libras é uma língua e como qualquer língua, também está sujeita a alterações e adaptações de acordo com a área em que formos utiliza-la.

Por exemplo, um sinal usado em Rio Grande do Sul pode não ser o mesmo usado em Goiânia, e vice versa. Um estudo feito em 2011 pela Universidade Federal de São Carlos, com base nos sotaques do Sul, relata que “os resultados demonstraram que os sinais variantes na Libras apresentam uma regionalização, semelhante à encontrada na Língua Portuguesa”. Isto é, os sinais apresentavam mudanças lexicais, exatamente que nem a Língua Portuguesa. Nesta pesquisa, eles pegaram 50 sinais aleatórios goianos e analisaram com as línguas utilizadas na região Sul, e 42% dos sinais que não se identificavam com os sinais do Sul, são bastantes usados no Rio Grande do Sul, pois teve uma imensa quantidade de imigrantes, principalmente de origem europeia, que ajudou a fortalecer o regionalismo da língua.

E como qualquer língua, existem muitas variações em Libras, vamos pegar por exemplo o sinal PAI, que foi utilizado no estudo, e mostra muito bem como funciona a variação:

SINAL PADRÃO

SINAL1

SINAL UTILIZADO EM RIO GRANDE DO SUL

SINAL2

Como pode ver, há uma mudança no sinal, sendo que de 3 sinais, acabou se tornando 1 sinal totalmente diferente. Na Língua Portuguesa também temos isso, vamos pensar na palavra “salsicha, que em Curitiba acabou se transformando em “vina”, houve uma mudança na palavra, mas não teve uma mudança no seu significado.

Clique aqui para ler o estudo na integra!